sexta-feira, 5 de dezembro de 2008

Quatro sinapses






















Foto:
motorpsykhos'photostream


Primeira...

Que pena, amor
Minha paixão foi tão eletrizante
Teu cartão foi tão magnético
Que black out social!

Segunda...

Nossos versos doentes
Meu hot dog estragado
O seu baton contaminado
A espera foi tanta
Que meu toicinho virou bacon

Terceira...

Bebo no teu corpo
O veneno das civilizações
Consolar-te não posso
Tuas lágrimas me levarão ao inferno.

Quarta...

Hoje eu sai da realidade
Tive uma fantasia com você
Abortei antigos sonhos
Uma parte de mim morreu

(Manoel Hélio)


4 comentários:

Manoel Hélio disse...

Moniquinha,

Adorei a imagem compondo o cenário, ficou demais!
Obrigado pelo seu carinho para comigo!

Saudações Poéticas!

.:.

Manoel Hélio disse...

Moniquinha,

O blog do Café das Letras tá pocando! Traduzindo: Está um estouro de bom!

Saudações Poéticas!

.:.

Águia disse...

Muito lindo o texto e a montagem parabéns poeta.

TONY-MANEIRO

Manoel Hélio disse...

Tony Maneiro,

Obrigado pelo seu carinho, mas todos os créditos devem ser dados à minha amiga Moniquinha!
A sensibilidade desta guerreira foi que tornou possível todo este trabalho!

Saudações Poéticas!

.:.

Feliz novo ano!

Feliz novo ano!

Nossa mensagem de Natal

Nossa mensagem de Natal