sábado, 24 de maio de 2008

Geração do silêncio
























a sociedade está em chamas
todos nós voltaremos ao pó
e como construir nova vida
se a cada dia aumenta a ferida
escute: escute a voz que vem da escuridão
é um grito dissonante
falar pelos cinco mil auto-falantes
e sussurro pelo telefone
"juventude, caminho aberto"
o que é errado, o que é certo
somos massacrados pelo sistema
e pra que viver nesse dilema
se podemos: podemos enxergar a luz
que vêm do alto
e como uma nuvem branca
com gosto de esperança
a sociedade está em chamas
e o grito da criança
atravessando toda a favela
e que mulher é aquela
que chora ao pé da cruz
somos tão jovens
somos tão negros, tão brancos, tão índios
não somos fingidos
queremos lutar
somos adeptos da liberdade
nossas asas abertas revelam
o som dessa geração do silêncio
que desperta, fermenta e cresce
como a boa nova de Jesus

Emerson Sbardelotti

5 comentários:

Marô disse...

Geração do silêncio...triste...Mas que bom que vc aponta um caminho...
Parabéns!Gostei!!!

helen ps disse...

Alta sensibilidade, Emerson, como sempre. Muito bonito.

BLOG DO ZÉ ROBERTO disse...

Grande Emerson!! Gostei demais de seu poema meu amigo e a imagem que a Moniquinha só ressaltou seu poema ok? Abraços meu amigo, parabéns!

Vórtice ou Vértice? disse...

O Emerson já escreve coisas lindas e a imagem então só veio abrilhantar ainda mais as palavras... Parabéns Emerson. Tah

o¤° SORRISO °¤o disse...

Oi Emerson. Lindo texto, ótima foto e belíssimo título.

Excelente semana para você.
Beijos mil! :-)

Feliz novo ano!

Feliz novo ano!

Nossa mensagem de Natal

Nossa mensagem de Natal