sexta-feira, 8 de fevereiro de 2008

Quem tem a razão?



Como Irã e Iraque
Israel e Palestina
Vive em mim ou em Severina
A Razão e a Emoção.

Guerra essa enTão civil
Encontra-se em todo o mundo
Incontida em todo mundo
Do novo ao ancião.

Trincheiras são construídas
Munições adquiridas,
Induzem-nos a outros conflitos
Consequentes e paralelos:

Fazer x não fazer
Ter x não ter
Crer x Ater
Ser ou talvez não ser?

????????
???????
??????
?????

Por todo, a luta não findará...
Mas pode-se amenizar.

Uns pesquisam SunTzu
Outros procuram por ONU’s
Há os que desdenham. Que tolos!
Esses tendem a sofrer mais.

Seja qual ela a escolhida
A luta não está perdida.
Não fuja... desista jamais!

Felipe Carvalho - FC




4 comentários:

Maria Eugenia disse...

Muito linda sua poesia. Você apresentou uma dualidade de coisas tão reais que não se tem como fugir...
Parabéns! Ela ficou muito linda no blog.

BLOG DO ZÉ ROBERTO disse...

Essa é uma poesia absolutamente reflexiva, que nos faz pensar, meditar e vibrar pela paz do e no mundo. Quem tem razão? Não sei, mas creio que ninguém... A paz é a única razão possivel e deve ser a bandeira primeira de todos os povos... Abraços Felipe, forte abraço!

helen ps disse...

A poesia, que já era muito linda ficou melhor ainda com a feliz escolha da foto.

Felipe Carvalho - FC disse...

Adorei ver a poesia no blog Caf� das Letras. Muito feliz pelos coment�rios, e que possamos fazer da vida poesia.

Moniquinha, fant�stica a ilustra�o. Ali�s, voc� sempre surpreendente.
Beijos no cora�o de cada um.

Feliz novo ano!

Feliz novo ano!

Nossa mensagem de Natal

Nossa mensagem de Natal