domingo, 8 de março de 2009

DIA INTERNACIONAL DA MULHER

Realizamos esta semana o DESAFIO DO DIA INTERNACIONAL DA MULHER, na comunidade Café das letras. Dois trabalhos foram escolhidos por enquete para homenagear as mulheres em nome da nossa comunidade. Parabéns aos poetas vencedores! Parabéns às mulheres!
**************************************************************************************************************************

Primeiro lugar no Desafio:

*******************************************************************************************************
FLOR DO AGRESTE de Angela Chagas e Lena Ferreira
(clique na imagem para vê-la no tamanho original)

***************************************************************************************************************


























Em segundo lugar:

PODEROSA de Mariano P. Sousa




Você que é responsável pela guarda de um ser humano por nove meses, alimentando-o com riquíssimos nutrientes e depois de mostrar o mundo a este ser, continua seguindo seus passos dando-lhe apoio, carinho, amor, compreensão, e, mesmo depois de criado este ser, quando está sentindo qualquer dificuldade recorre a você, pois sabe que tens sempre uma solução.
Você que cuida da casa, das compras, mantém as roupas limpas, se preocupa quando um filho, ou marido ainda não chegou, está sempre num pé e noutro olhando pela janela, está no telefone, ligando pra saber onde eles estão.
Você que a cada dia vem ocupando o espaço que sempre foi seu mais não era reconhecido nem respeitado, hoje eis encontrada desempenhando funções em: posto de gasolina, direção de ônibus, cargos executivos de pequenas, médias e grandes empresas, mesmo sofrendo em muitas vezes, assédio sexual e perseguição. Hoje você já ocupa o seu espaço também na política como importantes parlamentares eleitas pelo voto, isso nos faz perceber que o preconceito e discriminação aos poucos vão dando lugar a credibilidade conquistada através da competência.

Mulher da lavoura que pega no cabo da enxada, da estrovenga, da foice, do facão, que no semi-árido do nordeste carrega lata d’ água na cabeça, sobe e desce ladeiras, com as mãos na cintura e cantando lindas cantigas.
Eis tão forte, tão resistente, quanto o mandacaru.
Mulher! Você que apesar de tantas atribuições, como rainha do lar, muitas vezes ainda tem que trabalhar fora para completar a renda ou mesmo sustentar a família. Eis uma legitima guerreira, estais sempre conquistando território e vencendo batalhas, sempre serás símbolo de amor, sensibilidade, percepção, coragem, persistência e vitória.

Mariano P. Sousa

Um comentário:

Agela disse...

Parabéns Poeta Mariano!

Bela crônica, onde descreve muito bem
muitas de nossas mulheres que com toda luta vence um leão por dia e nunca perde a sensibilidade, a beleza e toda natureza do ser mulher!

Parabéns Moniquinha, linda a tua arte...um casamento perfeito entre texto e imagem!
Beijos poéticos!

Feliz novo ano!

Feliz novo ano!

Nossa mensagem de Natal

Nossa mensagem de Natal